17 de dezembro de 2010

Adeus


Adeus

E se eu dissesse adeus
Quem será que se importaria?
Seguiria pelo caminho escolhido
Sem olhar para trás
Para que nenhum arrependimento batesse.

E se eu olhasse para trás
Talvez lágrimas de dúvidas
Rolassem sobre minha face
Talvez meu coração doesse
Quando visse você acenando
Da janela do seu quarto.
Será que seu coração se partiria no meio?
Será que sua alma se desprenderia de você?
E vendo você ali
Com uma expressão enigmática
Olharia de volta ao horizonte
Que me esperava
Seria destino?
Ou talvez uma escolha?
Não sei ao certo...

Seguiria em frente
Até encontrar a felicidade
E se ela não aparecesse
Teria que voltar
Tenho certeza que estaria me esperando
De sorriso e braços abertos
Para me afagar no único amor que possuo
E assim poderia dizer:
Foi aqui que sempre pertenci.

By: Aline Cordeiro

5 comentários:

  1. Olá e ai tudo bem?
    Sei bem como é dar "Adeus",deixar pessoas para trás e seguir um novo caminho em busca de felicidade.
    Tenho um novo poema,visita meu blog por favor?
    RIMAS DO PRETO

    Beijos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. Adeus
    não suporto essa palavra...
    teu poema é bem triste e meigo. gostei de passar por teu blog. Grande beijo e continue seguindo sua trilha poética. Parabéns

    ResponderExcluir
  3. Davi: Obrigada!!!
    Amei o seu blog.^^

    ResponderExcluir
  4. Ai! nada a ver menina, vc escreve bem sim
    mas só acho que vc poderia rimar um pouco mais,
    trabalhe nisso, leia, conheça palavras novas, isso é sempre bom, e sempre que for escrever
    demonstre sua alma em seu poema. Todo poeta é sofredor, e precisa desse sofrer para escrever.
    bjus, ja estou te seguindo.

    Freak (http://gothicpoem-lostmemories.blogspot.com)

    ^^

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelas dicas, Freak!! ^^
    BjusS sangrentos *-*

    ResponderExcluir